Arquivo da categoria ‘Publicidade!’

Uma campanha chamada “Limpa Brasil” fez uma ação em estações de metrô de São Paulo, chamando a atenção para a quantidade de lixo produzida por nós.

Em vagões, muitos sacos de lixo com uma frase “O mundo ficou pequeno demais pra tanto lixo.”. Uma ação que intrigou os passageiros, por ser algo fora do comum.

Acredito que estes tipos de ações são as que fazem diferença, pois invadem o cotidiano das pessoas e os envolvem, fazendo pensar.

Confiram a campanha abaixo.

Acessem o site www.limpabrasil.com

SuperGame! Confira!

Publicado: maio 5, 2011 em Publicidade!

Bom dia galera!

Mais um trabalho enviado para o #falagaroto! O trabalho foi enviado pelo Fabiano Gonçalves (@owcabelo)

“O trabalho tem como o objetivo divulgar o SuperGame, mas nele foram utilizadas técnicas semióticas, cromáticas, além do roteiro com apelo apolíneo e estrutura aristotélica.

Para a produção e pós produção do vídeo foram utilizadas os softwares: Photoshop, Illustrator, Premiere e After Effects além dos conceitos de localização de câmera e direção de arte.

O SuperGame tem como intuito de criar uma simulação de competição entre grupos de alunos, “Agências”.”

Este SuperGame é uma atividade da USC (Universidade Sagrado Coração) onde os grupos são tratados como “agências“, contando com um briefing pré estabelecido pelos professores, e avaliados pelos mesmos.

O vídeo traz uma explicação de como funciona, e as principais “regras” do game.

Uma atividade interessante, que dá oportunidade de agir como funcionários de agência.

Assistam ao vídeo! Foi um estudante que fez.

Créditos: designer Marcelo Teaser e na direção, edição e finalização Fabiano Gonçalves

E vocês alunos da USC, o que acham do projeto SuperGame?

É interessante? Os alunos estão participando? A universidade está apoiando esse projeto ou apenas alguns professores?

Comentem aqui no blog, vamos dividir nossas experiencias e debater nossas ideias!!


A MTV sempre traz suas vinhetas esquisitas, algumas até bizarras. Mas desta vez, superou e criou uma vinheta muito criativa!

Durou 24 horas para ficar pronta, com 3 mil bexigas e 200 metros de trilho.

O processo de criação deve ter sido complicado, mas pelo resultado, valeu a pena.

Vale a pena assistir!

Bom dia galera!

Hoje é um tema meio polêmico, afinal, nós gostamos de polêmica!

Já vi vários comentários na internet, principalmente no twitter, de jornalistas indignados dizendo que blogueiro não é jornalista, e eu digo: graças a JAH!

Nunca quis ser jornalista, mas admiro a profissão, levar informação a todos! Mas vamos falar a verdade, essa informação muitas vezes é manipulada.

Em jornais, os jornalistas ou colunistas escrevem sobre tal tema, que passa por revisões antes de sua publicação, então o jornalista não pode escrever o que de fato acontece, ou se escreve não conta tudo o que devia ser dito. Erro do sistema, não do jornalista. É um tipo de censura que recebem!

Tudo bem, não estou aqui para falar mal dos jornalistas, pois existem muitos competentes e que fazem seu devido trabalho de forma honesta.

Estou aqui pra dizer, que se vocês ficam indignados com blogueiros que escrevem suas opiniões em blogs como este, saibam que não são os únicos putos aqui!

Nós meros publicitários, que investimos uma grana alta em nossa formação acadêmica, vemos muitos moleques que acham que mechem em photoshop tentando entrar em agências de publicidade, e entram, sem ter formação alguma, apenas por conhecer alguém lá dentro! Ou seja, tomam nossa vaga!

Muitos acham que qualquer um pode fazer propaganda, que qualquer um sabe montar uma campanha publicitária, que nós pagamos quatro (4) anos de faculdade pra ficar brincando de Paint!

Aí vêm os donos de empresas, que acham que conhece de planejamento e criação, e criam bizarrices por ai!

Pois é jornalistas, não são só vocês que ficam putos, nós também!

Não estamos tentando ser jornalistas e tomar seus postos, estamos só querendo ser reconhecido por aquilo que somos.

Acho que cada um devia se colocar no seu devido lugar. Jornalistas trabalhando em jornais, publicitários trabalhando em agências ou fazendo freela, ou ambos criando blogs. Mas não vemos isso!

Mas pensem que a culpa não é nossa, mas sim dos empresários donos de agências, que buscam estagiários para servir cafezinho, que fecham a porta para recém formados, como se este devesse sair da faculdade com um currículo e um portifólio impecável e com campanhas premiadas em Cannes.

Falta de mão-de-obra capacitada é uma OVA! Existem muitos publicitários capazes de planejar uma campanha, ou criar uma ação muito melhor do que muitos que já trabalham pra você empresário.

O que um recém formado mais quer?! É óbvio, um emprego na área. Então por que fechar as portas?! Por que fazê-lo servir cafezinho?!

Saiba que um dia, ele pode ser maior que você.

por: João Guilherme!

Uma matéria pessoal, de opinião e crítica! Espero que gostem, pois faz sentido!

Como sabemos, empresas, lojas, autônomos ou qualquer outro tipo de serviço prestado, precisa de publicidade para ter visibilidade neste mercado amplo e competitivo.

A publicidade existe há séculos, desde quando o homem precisava vender suas terras, trocar seus escravos ou realizar trocas para obter comida. Sempre exaltando as qualidades do produto para obter a confiança do cliente/consumidor.

Sempre existiu e sempre vai existir.

A publicidade pode servir para o bem ou para o mal. Ou você aumenta o potencial da sua marca, ou você a queima no mercado.

Uma idéia passada de forma errada pode causar desconfiança no consumidor.

Uma pessoa espalha algo que gostou para pelo menos duas (2) pessoas, caso não goste, espalha para cinco (5) a dez (10) pessoas. Ou seja, as pessoas compartilham mais notícias ruins do que boas. E sua marca pode estar no alvo.

Um micro empresário hoje tem concorrência com um mega empresário.

Um produto que ele vende em sua loja enorme e cheia de prateleiras, o micro empresário vende pela internet, com desconto e sem frete usando apenas mídias digitais. Ou seja, você recebe o mesmo produto em casa, sem precisar ir à loja, procurar o produto, enfrentar fila, etc.

Facilitou muito a vida do consumidor, e do empresário.

Não são apenas os concorrentes da sua rua ou bairro, são concorrentes mundiais!

A publicidade abriu esta porta de possibilidades! E a internet abriu porta para a publicidade instantânea, de efeito rápido.

Afinal, propaganda vende ou não vende?!

Minha opinião, publicidade vende e vende muito!

Você compraria um refrigerante de cola, sem embalagem? Sem conhecer o nome do produto? Sem conhecer de onde vem este produto?! Com certeza não!

Compraria uma camisa de algodão fino, no valor de R$ 100,00 sem conhecer a marca?! Com certeza não.

Um exemplo: há quantos anos existe a Bombril? E há quantos anos ela faz propagandas? E usou o mesmo garoto propaganda? E há quantos anos, este mesmo garoto propaganda divulga o mesmo produto, porém sem repetir? Muitos anos. Lembro-me de quando era criança, porém agora, século XXI, as mulheres estão em ascensão e a Bombril decidiu mudar o garoto propaganda por garotas propaganda.

Tornaram-se líderes de mercado em seu segmento, mesmo surgindo concorrentes diretos. E por que disto? Por que soube usar a publicidade a favor, com criatividade e inovação, mas sem perder o foco.

Pois bem, a publicidade vem inicialmente para isto, divulgar um produto ou marca. Mostrar seus benefícios e diferenciais. Botar literalmente a cara no mundo.

Pequenas, médias ou grandes marcas, estão sempre tentando beliscar uma fatia do mercado consumidor.

Elas inventam manias, inventam moda, inventam dialetos, inovam e persuadem o consumidor à compra.

Prestem atenção, “persuade”, ela não obriga nem engana, ela induz o consumidor à compra, mas sem forçá-lo.

Desperta interesse e curiosidade sobre tal produto.

Sem a força da publicidade, as empresas não teriam desenvolvimento, ou se tivessem, seria como na idade da pedra, demorariam séculos para evoluir, crescer.

Imaginem vocês, meros telespectadores das campanhas publicitárias, a cada dia que passa assistem propagandas diferentes e inovadoras, e que nunca se repetem.

Eu me pergunto o quão longe pode chegar a mente de um ser humano? Quão longe podem ir as idéias de um ser humano? A ponto de ser diferente em cada campanha feita.

São coisas difíceis de pensar, mas que faz sentido.

Mesmo passando por regras, leis, e proibições, a publicidade continua inovando. Haja criatividade!

Acredito que a publicidade e a propaganda vieram com o intuito de acrescentar no desenvolvimento de marcas e produtos. Pois gera concorrência, gera desenvolvimento e abre as portas para uma concorrência leal.

Eu leio, assisto, observo, e presencio o crescimento da publicidade. E acredito no potencial que tem.

Hoje se vê publicidade nos locais mais inusitados. Na calçada, no céu, nas paredes, na lateral de prédios, estações de trem, metro, dentro das baladas, barzinhos, banheiros, carros, motos, ônibus, restaurantes, televisão, rádio, internet, revistas, jornais, etc.

É preciso saber usar da publicidade, de tudo o que ela possibilita para sua empresa/marca. Saber usar a criatividade, a inovação, e principalmente a ousadia. É preciso ser diferente, só assim você se destaca. A “mesmisse” não atrai as pessoas, a curiosidade sim, faz o mundo evoluir. Portanto coisas diferentes aguçam a curiosidade.

Seja curioso, seja diferente.

Você vive em uma publicidade!

Sua vida é publicidade! Você é publicidade!

Se você é o que come… Também é o que veste!

Somos uma publicidade ambulante, onde tudo traz sua marca!

Tênis da Nike, calça da Cavalera, camiseta da Adidas, mochila da Puma, óculos de sol da Oakley, relógio Rolex. Diga-me, você é ou não é uma publicidade ambulante?!

Agora uma pergunta final. Você já saiu de casa com uma propaganda na cabeça, entrou em uma loja, e foi direto atrás daquilo que a propaganda divulgou?!

Eu já! Muitas vezes!

Persuade ou não?! Influencia ou não?!

Pois é, isso é publicidade!

por: João Guilherme!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desde 2007, a lei cidade limpa proíbe propagandas na cidade de são paulo, com o intuito de manter a cidade com menos “poluição visual”.

O prefeito Gilberto Kassab aposta na votação de um pacote de projetos que começa amanhã. Este pacote tem como função, liberar propagandas em locais como ponto de ônibus e relógios da cidade.

As empresas interessadas em divulgar suas campanhas nestes pontos, ficarão responsáveis pela manutenção dos mesmos. Sendo assim, a concessão deve render R$2,2 bilhões à prefeitura. Uma boa grana para investir na infra-estrutura do Estado, não acha?!

Mas enfim, é uma boa saída para agências de publicidade e seus clientes. Afinal, pontos de ônibus têm circulação o dia todo, e os relógios possuem ótimas localidades e visualização.

São cerca de 1.800 abrigos para passageiros e 1.000 relógios, estes terão que além de informar hora, informar também a temperatura e condições do trânsito.

Vamos falar a verdade, a atitude é boa, contribui para nós publicitários, mas novamente estão privatizando o que deveria ser dever público. Isso nunca vai mudar.

É hora de inovar novamente, e criar peças e ações diferentes neste “velho” novo formato de mídia.

por: João Guilherme!

Bom dia galera!

Hoje é um dia muito especial, afinal, é véspera de feriado prolongado!

Estou feliz, e vocês com certeza também!

Então hoje, começaremos com uma novidade do mundo cervejeiro.

Uma fábrica britânica chamada BrewDog lançou uma cerveja com viagra! Isto mesmo, VIAGRA! É a primeira cerveja do mundo com o remédio.

Agora imaginem se esta cerveja for vendida em bares e balada. O número de natalidade com certeza irá crescer! Muitas empresas irão faturar junto, como a de camisinhas e motéis.

A idéia deste produto surgiu devido ao casamento real do príncipe William com Kate Middleton. Os britânicos já haviam feito uma camisinha com a foto dos dois estampados.

A cerveja, com nome de “Royal Virility Performance” (em tradução livre, Performance de Virilidade Real) foi criado para homenagear a união. O rótulo apresenta os slogans “Levanta-te príncipe Willy” e “Celebre ao estilo do grande Willy“. Provavelmente a intenção seria fazer uma ligação entre a cerveja “milagrosa” ao príncipe, para que não falhe em sua lua de mel.

O produto, que custará pouco mais de R$ 26, terá seus lucros doados para a Centrepoint, instituição de caridade mantida pelo príncipe William.

Segundo o jornal “the sun”, beber três garrafas da cerveja equivale a uma dose do remédio. Então é bom manerar!

Agora ao invés do bêbado cair, ele com certeza ficará em “pé”.

por: João Guilherme!